Sobrevivendo no Food Service em época de COVID-19

Sem dúvida alguma, o assunto do momento no mercado de Food Service são os desafios do delivery. Com o COVID-19, quem já operava com delivery teve que se fortalecer, e quem não operava teve que entrar neste cenário às pressas. Mas muitos outros, como eu, por diversas outras questões, fomos obrigados a fechar as portas temporariamente.

Acompanhando as diversas movimentações do mercado, peguei alguns temas que gostaria de debater com vocês, profissionais do nosso mercado de Food, para ampliar as discussões e ajudar quem de fato resolveu encarar esta batalha.

Vejo, inicialmente, que os especializados em delivery, tiveram um aumento imediato, visto que saíram na frente. Estes com certeza, por serem “especialistas” já possuem sua operação montada, já possuíam relevância nos aplicativos de delivery, e principalmente já tem sua estrutura de custos (CMV) endereçados nesta área.

Mas, e quem não tinha o delivery como foco?

Não quero ser alarmista, mas precisamos ser realistas.

Uma conta rápida já assusta. Hoje, os apps com FullService – quando eles oferecem a logística, e quem não tinha delivery é a saída mais rápida – tomam em média 27% do seu faturamento bruto. O CMV de uma operação em média que fosse 30%, colocando suas embalagens (na pressa, de última hora) acredito que teriam um acréscimo neste CMV de pelo menos mais 3% (no absoluto), assim, com estes 2 itens, já temos 60% do faturamento bruto indo embora.

CMV + Apps ~= 60% do faturamento

Porém, precisamos pensar em como aumentar o faturamento para que o CMV possa baixar, e de alguma forma manter a operação – se foi esta sua decisão – operando com as menores perdas.

Precisamos pensar em como a tecnologia pode nos ajudar. Surgiram várias alternativas aos 3 principais apps de delivery, como apps próprios que apresentam seu cardápio na web, e endereçam seu pedido, seja via msg de whatsapp ou integrados ao sistema de PDV. Isto pode ser uma boa opção às altas taxas das parcerias daqueles 3. Porém, exige que você tenha um esforço ativo de divulgação, e hoje, só por meio digital é possível fazer esta divulgação.

Outra forma de criar relevância nos apps tradicionais, seria criar marcas “virtuais” para que você possa ser mais facilmente encontrado. Por exemplo, se você vende Burgers, mas também vende o almoço tradicional, talvez seja interessante você criar uma “marca digital de burgers” que somente existirá nos apps, para facilitar as buscas, e outra marca de “Refeição para Almoço”, porque quem busca um Prato Feito nao ta procurando burger, e vice-versa. Claro que você teria que se preocupar com o branding, mas neste momento acredito que valha usar embalagens “neutras”.

Inclusive, este é um ponto que venho notando, muitas pessoas precisaram passar a consumir Refeições no delivery e não só lanches. Isto é um ponto importante de destaque para algumas marcas, e de problemas para outras, como pizzarias por exemplo, que estavam sempre focada nos lanches. Lanches acabaram ficando em 2a opção. Se puder, foque nas Refeições, ou mesmo, em parte delas, fornecendo itens “mais chatos” de preparo para os “cozinheiros de quarentena”.

Por fim, abuse – com inteligência – dos posts patrocinados nas mídias sociais, dos adwords nas buscas, e em sites parceiros. Não esqueça das tecnologias, use seu sistema de gestão para trazer os números reais, e você conseguir ter o controle eficaz do seu negócio.

Aproveite a crise para se aprofundar em seu software de gestão.

A crise vai passar, esperamos que consigamos sair do outro lado, vivos economicamente, e que o varejo se reestabeleça o mais breve possível. Vamos trabalhar juntos para que nossas entidades consigam junto ao governo, o apoio necessário para que nossas operações possam se manter, ou reabrirem.

Queria deixar aqui, meus agradecimentos aos empresários e equipe que estão neste momento batalhando pela sustentação do nosso setor. E, para nossas entidades e líderes que vêm buscando soluções com o governo.

E fica um alerta, aos franqueadores, que sem lojas, não há rede. Entao? Os que não se tocaram disto, pode ser que não dê mais tempo.

Boa sorte pra todos nós.

Marcio Blak

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s